terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Nada como ser feliz!


Mais um dia acaba. E o que eu fiz de bom hoje? Nada do que não deveria ter feito. Quando você faz as coisas de coração é tão bom... Parece que você está fazendo por você mesmo. O amor não é uma troca, "eu te dou carinho e você me dá atenção". O amor tem que ser gratuito. Eu sei que isso é clichê, e todos falam a mesma coisa! Mas fazer o quê se é verdade?

Assim como amar não quer dizer ser prepotente. Ninguém pode sozinho. Às vezes a falta de comunicação faz com que achemos o próximo prepotente quando na verdade ele só pensa em ver o seu bem. Tudo não passa de euforia, por uma conquista talvez. Complicado? Vou explicar.

Há certas situações que necessitam de muitas conversas para serem esclarecidas e talvez, uma espécie de "pivô" para fazer com que um entenda o outro (será que é aí que entra o meu eu tradutor?), seja um amigo ou até mesmo uma dessas mensagens por aí... O ruim é quando a dupla já está desgastada por besteiras, aí eles passam a descontar nesse tipo de situação coisas passadas. O passado está lá trás. Se ele não foi resolvido enquanto presente não adianta ficar chorando por algo que não tem como recuperar. O passado só serve como lição em atitudes que iremos tomar no presente e no futuro.

É justamente por isso que eu converso muito com pessoas, até mesmo desconhecidos. Todos nós temos uma lição pra ensinar pra alguém. Escutar o outro é primordial para aprendermos que erros e decepções não acontecem só com a gente. É nessa que descobrimos grandes histórias e quem sabes essas podem até mudar a nossa!

Ouça mais.

Divida com os outros aquilo que te aflige.

O seu bem estar só depende de você e ninguém pode interferir se você não deixar!!

(E eu aprendi isso também, a duras penas, mas consegui \O/)
Luana Polónia.
***
Boa Quarta de Cinzas!!!

Um comentário:

Gabriela Lima disse...

Escutar... esse sempre foi meu lema!!
;D