quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Inferença

Indiferente:



do Lat. indifferente



adj. 2 gén.,
que mostra indiferença;
que não é bom nem mau;
que se não importa;
que não tem preferências;
apático;





s. 2 gén.,
pessoa que nem tem amizade nem ódio a outrem ou que esfriou as relações de amizade;




Para alguém que ama, há atitude pior que a indiferença? A atitude que deixa dúvidas, insegurança...
Depois diz que o ciumento somos nós, que quem não percebe "as coisas" somos nós! Como não teremos insegurança se mal sabemos o que o nosso pareceiro pensa? Perguntas como "ele gosta mesmo de mim, assim como gosto dele?" rondam nosso cotidiano e não dão paz ao nosso pensamento (ainda mais quando existem fatores externos que contribuem para esse tipo de desconfiança). Ninguém pode fazer com que acreditemos nisso senão o própio parceiro, e como vamos saber se ele sequer se importa com o que você sente?
Dúvidas, desapontamentos... É claro que em qualquer situação sentimos isso, mas viver constantemente com eles não é legal. O pior de tudo é que, quando vamos falar algo, a pessoa se torna tão indiferente ou mais do que já é, o que só piora as coisas!
Quem está do outro lado se sente impotente, para fazer qualquer coisa para melhorar. Parece que nada do que fazemos tem um resultado positivo, como se continuasse tudo na mesma coisa! Não saisse do lugar nunca. É onde a realçaõ cai na famosa rotina e surge o problema. Principalmente as mulheres (digo por mim), sofremos crises de enjoos... o que compromete a relação e se o outro não estiver "ligado", tudo o que estava "bom" pode ir por água a baixo.
Eu não quero que as coisas fiquem "boas".. eu quero que as coisas fiquem ótimas, mas infelizmente isso não depende somente de mim.

Nenhum comentário: